HOME > Tiro > História no Brasil
História no Brasil

Tiro Esportivo no Brasil

Em 1899, foi criado o Tiro Nacional no Brasil com a finalidade de incrementar a prática do Tiro ao Alvo entre militares e civis e coordenar as atividades das Sociedades de Tiro. A Argentina já havia implantado este mesmo modelo anos antes com pleno êxito e era uma cópia do modelo de serviço militar do Exército Suíço, aliando as obrigações do serviço militar com as atividades esportivas. Pelo Decreto No. 1503, de 05 de setembro de 1906, o Estado-Maior do Exército Brasileiro criou a Confederação do Tiro Brasileiro (CTB) com a sede na cidade de Rio Grande. As provas da Confederação eram realizadas no estande da Vila Militar.

Além da vertente oriunda do Tiro Militar, a colonização alemã e italiana ocorrida no Sul do País, em meados do século XIX, concorreu para o aparecimento de inúmeros clubes de tiro e caça e pesca, promovendo competições típicas em suas linhas de tiro como a do “tiro ao rei”, ainda hoje presentes nas cidades de colonização germânica e inseridas na programação da “Oktobestfest”, no Estado de Santa Catarina.

Em 15 de maio de 1914 foi criado o primeiro clube civil de tiro no Rio de janeiro denominado “Revólver Clube”, de propriedade do atirador Alberto David Pereira Braga.

No dia 3 de agosto de 1919 foi inaugurado o estande de tiro do Fluminense, iniciativa do diretor de tiro Dr. Afrânio Antônio da Costa, que contou com o apoio do Presidente do Clube – Dr. Arnaldo Guinle. Neste estande, a equipe brasileira que iria brilhar nos Jogos Olímpicos na Antuérpia, no ano seguinte, realizou seus preparativos e treinamentos.

Nos Jogos Olímpicos da Antuérpia, mais uma vez a presença efetiva e histórica do Dr. Afrânio Costa foi marcante, pois além de conquistar a primeira medalha do Brasil nos Jogos Olímpicos, prata na prova de pistola livre, obteve a medalha de bronze por equipe na mesma modalidade. Além disso, graças à sua iniciativa conseguiu emprestado da equipe norte-americana o revólver que deu ao Brasil a sua primeira medalha de ouro por intermédio do grande atirador Tenente Guilherme Paraense.

A vida do Dr. Afrânio foi toda ela dedicada ao Tiro: ajudou a fundar a Federação Brasileira de Tiro em 2 de julho de 1923, recriou a FBT em 10 de julho de 1935 e foi o fundador e o primeiro presidente da Confederação Brasileira de Tiro ao Alvo (CBTA) em 11 de novembro de 1947 no Rio de Janeiro com a participação de quatro federações filiadas: RJ, RS. MG e SP.

Em 04 de fevereiro de 1994 a Confederação sofreu novas denominações: Confederação Brasileira de Tiro (CBT) e em 1 de dezembro de 1998, para se ajustar ao esporte internacionalmente (ISSF), com a denominação “Confederação Brasileira de Tiro Esportivo” (CBTE).

Para os Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro, o COB construiu um belíssimo e moderno estande de tiro, que recebeu o nome em homenagem ao grande campeão de Antuérpia – “Tenente Guilherme Paraense” e que será o palco das próximas disputas do Jogos Olímpicos do Rio em 2016.

Fonte: www.tiroflu.com

 

Copyright © 2012-2015 NBCom Comunicação. Todos os direitos reservados.

Realização