HOME > Tênis de Mesa > Curiosidades
Curiosidades

Estilos

Até 1985, existiam apenas dois estilos de jogo: o clássico e o caneteiro. No clássico, o jogador utiliza os dois lados da raquete, como no tênis, com o uso de forehands e backhands. No caneteiro, o competidor segura a raquete como uma caneta, e bate só com uma de suas faces. Os chineses desenvolveram um estilo misto, batizado no Brasil de “classineta”. A diferença é que os chineses não esticam os dedos na parte posterior da raquete, permitindo o golpe com os dois lados de acordo com a recepção da bolinha.

Velocidade máxima
A velocidade alcançada após uma cortada de um atleta adulto no tênis de mesa geralmente supera os 200 km/h. A situação é complicada para quem tem de defender o golpe, pois a distância percorrida pela bola e o tempo de reação são mínimos. O tênis de mesa é conhecido como o esporte com o tipo de bola mais rápida do mundo, sendo o esporte de raquete que mais produz efeito (rotação) na bola. Por isso, os jogadores chineses dizem que, durante uma partida, não existe no mundo nada mais que uma bolinha de tênis de mesa.

 

Pingue-pongue?
Em 1901, o inglês John Jacques registrou a marca “pingue pongue” e vendeu os direitos de uso do nome na América para a Parker Brothers, que fabricava e vendia kits de tênis indoor. Quando os praticantes do esporte nos Estados Unidos se reuniram para fundar uma associação, em 1903, a empresa exigiu uma enorme soma de dinheiro pelo uso da marca “pingue pongue”. Em resposta, os atletas passaram a usar somente a nomenclatura “tênis de mesa”, que se tornou a oficial e é consolidada até os dias atuais

 

Você Sabia?

 

• O tênis de mesa é um dos poucos esportes em que o biotipo não conta muito. A chinesa Deng Yaping, quatro medalhas de ouro em Barcelona-1992 e Atlanta-1996, mede pouco mais de 1,50 m. Já Vladimir Samsonov, de Belarus, tem quase 2,00 m.

• O atleta Zoran Primorac, da Croácia, já venceu cinco vezes o Mundialito do Brasil na categoria individual. Chen Jing, de Taiwan, também se sente em casa no Brasil: em todas as vezes que esteve jogando no Brasil foi a campeã individual.

• Em 1977, o Comitê Olímpico Internacional reconheceu o tênis de mesa como esporte olímpico, e nos Jogos Olímpicos de Moscou-1980, o esporte participou como exibição. Nas Olimpíadas de Seul-1988, foi oficializado, começando a distribuir medalhas.

• Muitos chineses que não entram na equipe nacional mudam de nacionalidade para poderem competir. No Pan de Santo Domingo-2003, o ouro ficou com o chinês naturalizado dominicano Lin Ju, que mal conhecia a bandeira do país quando subiu ao pódio.

 

• A equipe canadense de tênis de mesa tem um trunfo contra o Brasil, caso os dois países se cruzem em Pequim. O brasileiro Marles Martins, que já foi técnico da equipe do Brasil, agora faz parte da comissão técnica canadense.

 

• Esporte dominado pelos chineses, o tênis de mesa também é muito popular entre os tibetanos. Na residência do líder budista Dalai Lama, na Índia, os monges budistas que também habitam o local costumam praticar o esporte diariamente.

Copyright © 2012-2015 NBCom Comunicação. Todos os direitos reservados.

Realização