HOME > Esportes > Tênis > Thomaz Bellucci passar por japonês e enfrenta Andy Murray no US Open
Thomaz Bellucci passar por japonês e enfrenta Andy Murray no US Open

Divulgação/CBT

Nova York (EUA) - O paulista Thomaz Bellucci venceu o jovem japonês Yoshihito Nishioka por 3 sets a 1, com parciais de 6/0, 6/3 e 6/4, em apenas 1h39, e avançou à terceira rodada do US Open. Na próxima fase, no sábado (05/09), o brasileiro enfrenta Andy Murray, cabeça de chave número 3 do torneio, que derrotou o francês Adrian Mannarino, 35º do mundo, com parciais de 5/7, 4/6, 6/1, 6/3 e 6/1.

Em sete aparições anteriores na chave principal do torneio, Bellucci nunca havia alcançado a terceira rodada. Com a 20ª vitória da carreira em Grand Slam, ele aguarda o britânico Andy Murray, terceiro pré-classificado, ou o francês Adrian Mannarino, 35º da ATP.

O único encontro com Murray foi vencido por Bellucci, no saibro do Masters 1000 de Madri, em 2011. O duelo com o canhoto francês seria inédito.

No primeiro set, Bellucci perdeu apenas quatro pontos com o serviço, sendo que três deles foram quando precisou sair de 0-40 ao sacar para o “pneu”. Nishioka mostrou dificuldade para se movimentar, esteve sempre na defensiva e sofreu com o saque. O jovem teve aproveitamento de 33% com o serviço e venceu somente três dos 15 pontos em que sacou.

Em apenas 19 minutos, o paulista abriu vantagem e o japonês pediu a presença do fisioterapeuta e do médico do torneio, mas apenas conversou com eles. Tomando a iniciativa nos pontos, Bellucci errou um pouco mais no segundo set – 12 vezes – e o rival equilibrou a partida por alguns games. Porém, continuou muito firme no saque, vencendo 16 de 17 pontos, e aproveitou duas chances de quebra para abrir 2 sets a 0.

No momento mais irregular, o canhoto de Tietê pecou na definição dos pontos, se atrapalhou em algumas subidas à rede e viu o rival fazer 2/0 no terceiro set. Movimentando-se melhor e mais à vontade em quadra, o jovem mostrou ainda não ter armas e potência nos golpes para incomodar Bellucci. Voltando a dominar os pontos com o forehand, o cabeça de chave 30 virou para 5/3 e desperdiçou a chance de sacar para o jogo, mas despachou o qualifier com mais uma quebra.

Fonte: TenisBrasil

Deixe o seu comentário!

TagsTênis,

Copyright © 2012-2015 NBCom Comunicação. Todos os direitos reservados.

Realização