HOME > Esportes > Ginástica > Brasil conquista 39 medalhas no Sul-americano de Ginástica Infantil e Juvenil, na Argentina
Brasil conquista 39 medalhas no Sul-americano de Ginástica Infantil e Juvenil, na Argentina

Brasil conquista 39 medalhas no Sul-americano de Ginástica Infantil e Juvenil, na Argentina (CBG)

Santo André (SP) - O Brasil foi o grande destaque das finais das categorias AC3 e Juvenil no Sul-Americano Infantil e Juvenil de Ginástica Artística, em Mar del Plata, na Argentina. Ao todo, nosso atletas conquistaram 39 medalhas. Com esse resultado, nossa seleção terminou com a segunda colocação geral no quadro de medalhas, atrás apenas do Equador, e à frente da Argentina, terceira colocada.

Na categoria Juvenil, o Brasil foi campeão por equipe no masculino e feminino. Na GAF, as meninas somaram 155,700, e na GAM os meninos obtiveram 223,267 pontos.

No individual geral, o feminino esteve duas vezes no pódio. O primeiro lugar ficou com Fabiane Brito (53,750) e o segundo com Isabel de Almeida (52,500). No masculino, Arthur de Freitas somou 75,100 e garantiu a prata.

Na competição por aparelhos Juvenil, o feminino teve Fabiane Brito no terceiro lugar do pódio do salto (13,217), assim como na segunda colocação das assimétricas (12,833), seguida por Christal Silva e Bezerra (12,600). Fabiane assegurou também o ouro na trave (14,200) e Isabel de Almeida Barbosa ficou com o bronze no aparelho (12,167). No solo as posições se inverteram. Isabel foi a campeã, com 13,233, e Fabiane ficou em terceiro lugar, com 12,800.

No masculino, André Lucas de Moraes conquistou o bronze no cavalo com alças (11,800). Rankiel Santos Neves foi bronze nas argolas (12,433). Nas paralelas, Rankiel ficou com o primeiro lugar (13,333) e André Lucas de Moraes com o terceiro (13,767). Na barra fixa, foi a vez de Arhur Costa subir ao pódio no segundo lugar (12,467). E, no solo, mais uma dobradinha. Arthur Costa conquistou a prata (13,033) e Rankiel Santos o bronze (12,900).

Na categoria AC3, o Brasil ficou com a prata por equipe na GAF (251,850) e o ouro na GAM (360,350).

No individual geral AC3, Ana Luiza Lima conquistou a medalha de ouro, com 87,900. O pódio teve dobradinha brasileira com a prata de Júlia Moraes (86,150). No salto, Ana Luíza foi a segunda colocada, com 21,200. Nas assimétricas, elas ocuparam, respectivamente o primeiro e o segundo lugar, com 21,500 e 21,350. Na trave, Ana Luiza fez 21,900 e assegurou a medalha dourada, enquanto Júlia somou 21,250 e foi bronze. No solo, as duas foram também as melhores colocadas. Ana Luiza em primeiro, com 23,300, e Júlia em segundo, com 22,500.

No masculino, Erick Domingues conquistou o primeiro lugar no pódio do individual geral. O brasileiro somou 121,982 em todos os aparelhos. Erick foi também prata no salto (21,250), na barra fixa (20,933), nas argolas (19,600) e ouro no cavalo com alças (19,867).

Na barra fixa, o Brasil teve ainda o bronze de Ian Iwasaki (20,667), que também assegurou a primeira posição no solo (20,667), e nas argolas o País ficou com o bronze de Arthur Cardoso (19,433).

Para o técnico e chefe de delegação, Hugo Lopes, os resultados obtidos foram excelentes. “Fizemos um ótimo trabalho. Todos os ginastas fizeram seu melhor”, disse.

O campeonato contou com a participação de atletas da Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Panamá, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela.

Fonte: CBGinástica

Deixe o seu comentário!

Tagsartística, Brasil, Ginástica, medalha,

Copyright © 2012-2016 NBCom Comunicação. Todos os direitos reservados.

Realização