HOME > Especiais > Paralímpicos > Brasil conquista quatro medalhas no Mundial de Paracanoagem, na Alemanha
Brasil conquista quatro medalhas no Mundial de Paracanoagem, na Alemanha

Divulgação

A Seleção Brasileira de Paracanoagem conquistou quatro medalhas no Campeonato Mundial da modalidade, que terminou na quinta-feira (19/05), em Duisburg, na Alemanha. Além de subir ao pódio, os brasileiros garantiram mais três vagas para os Jogos Paralímpicos Rio 2016.

O destaque brasileiro ficou por conta do canoísta Luis Carlos Cardoso com um ouro, no VL1; e um bronze, no KL1. As demais medalhas foram conquistadas com Aline Lopes, ouro no VL3 Feminino; e Debora Benevides, prata no VL2 Feminino

Luis Carlos Cardoso conquistou a primeira medalha do Brasil no Mundial. Com o tempo de 52.233 ele conquistou a medalha de bronze na Final do KL1 Masculino, atrás apenas do polonês Jakub Tokarz (50.855) e do chinês Xiaowei Yu (50.596). O outro brasileiro na final, Fernando Fernandes, ficou na 5a posição com o tempo de 53.160.

Na Final A do KL3 Masculino, o brasileiro Caio Ribeiro esteve muito perto de uma medalha. Depois de uma ótima largada do brasileiro os adversários se aproximaram nos metros finais e Caio terminou a prova na 4a posição com o tempo de 41.117. O ouro ficou com o alemão Tom Kierey (40.430), a prata com o ucraniano Serhii Yemelianov (40.474) e o bronze com o Leonid Krylov (40.636).

Na última final das provas de caiaque com participação brasileira Mari Santilli chegou na 7a posição (54.868) da Final A do KL3 Feminino, em prova que a britânica Anne Dickins foi campeã (51.246), seguida pela australiana Amanda Reynolds (51.686) e pela romena Mihaela Lulea (52.525).

Na canoa, Luis Carlos mostrou mais uma vez porque é um dos melhores do mundo e garantiu o tricampeonato mundial no VL1 Masculino ao vencer a final com o tempo de 56.539. A prata ficou com o húngaro Robert Suba (58.718) e o bronze com o polonês Jakub Tokarz (01:01.814).

Aline Lopes também conquistou a medalha de ouro, na Alemanha. A brasileira remou muito forte durante toda a final do VL3 Feminino e foi campeã no VL3 Feminino, com o tempo de 01:01.279, deixando para trás a russa Larisa Volik (01:01.544) e a americana Anja Pierce (01:03.258).

Debora Benevides também fez bonito e levou a prata na final do VL2 Feminino ao terminar a prova com o tempo de 01:03.519. O ouro ficou com a australiana Susan Seipel (01:02.960) e o bronze com a russa Nadezda Andreeva (01:05.909).

Para finalizar o dia de finais do Brasil no Mundial 2016 a canoísta Silvana Ferreira ficou com o 4o lugar no VL1 Feminino, mesma posição de Caio Ribeiro na finalíssima do VL3 Masculino.

Vagas para o Rio 2016

No Mundial de 2015, realizado em Milão, na Itália, o Brasil já havia garantido as vagas nas categorias KL1 e KL2 Masculinos para os Jogos Paralímpicos Rio 2016. Com os resultados atingidos agora na Alemanha o Brasil também assegurou vagas nas categorias KL3 Masculino, KL3 Feminino e KL2 Feminino com os resultados obtidos por Caio Ribeiro, Mari Santilli e Debora Benevides, respectivamente. Segundo o supervisor do Comitê de Paracanoagem da Confederação Brasileira de Canoagem (CBCa), Leonardo Maiola, a obtenção das vagas se dá pelo posicionamento dos brasileiros no ranking final das respectivas categorias.

“A Federação Internacional de Canoagem ainda irá oficializar todos os países que irão ao Rio de 2016 após este Mundial, mas de qualquer forma a regra dita que todas as categorias precisam ser representadas por atletas de no mínimo três continentes no Rio de Janeiro. Por esse critério, nos conseguimos mais essas três vagas aqui na Alemanha”, explicou.

Fonte: CBCa

Deixe o seu comentário!

TagsJogos Paralímpicos, Paralímpicos, Rio 2016,

Copyright © 2012-2016 NBCom Comunicação. Todos os direitos reservados.

Realização